Ação já tem resultados com a volta de menores para suas casas

No Brasil mais de 47 mil crianças e adolescentes vivem em abrigos. Desse total um, em cada cinco pode ser adotado, de acordo com o Conselho Nacional de Justiça. A situação precária do lugar onde vivem com seus familiares é um dos grandes pontos que impedem a volta desses menores para suas casas.

Com isso surgiu o Projeto Re.Juntar, da Organização Base Colaborativa. A ação conta com voluntários para patrocinar e reformar moradias na intenção de que muitas famílias possam voltar ao seu convívio de forma digna. Além das casas que já foram reformadas, o projeto já atendeu também abrigos que necessitavam de reforma.

Devido a pandemia que atingiu o mundo todo, o projeto também não passou ileso. Eles precisaram interromper as reuniões semanais presenciais e acabaram optando por ajudar as famílias utilizando o dinheiro em caixa para montar kits de higiene e limpeza, além de promover outras ações com lives de DJ’s e músicos amadores, o que resultou na ajuda para mais de vinte abrigos.

Segundo Luiz Claudio, responsável pela área de parcerias do projeto, no mês de agosto eles fecharam uma parceria com CVS Cestas e em uma nova live arrecadaram mais de 50 cestas básicas que foram entregues em um abrigo que acolhe cerca de 240 crianças com necessidades especiais. “É gratificante demais poder contar com esse apoio e ajudar as pessoas.  A parceria continua e qualquer pessoa pode doar” 

para doar https://bit.ly/DoacaoCestasReJuntar.

Nesse momento, o projeto segue com reuniões online e estão retomando o processo de escolha da próxima família para a reforma. O único problema é que a ação move mais de 80 voluntários para o um mutirão e na atual situação pode afetar a saúde de quem participa.

Como ajudar?

A ajuda pode vir de várias maneiras, tanto de pessoas físicas quanto empresas. As doações podem ser financeiras, em material de obra, logística e até com alimentação para os voluntários durante o mutirão. “Nosso objetivo é fazer obras a custo zero e as parcerias são fundamentais para que a gente consiga isso. Quem quiser participar pode nos procurar para conhecer melhor o projeto e entender as necessidades prioritárias e, se possível, participar de uma das nossas reuniões que são realizadas semanalmente que no momento vem acontecendo virtualmente a cada duas semanas, sempre às segundas-feiras”, finaliza Luiz Claudio.

Para mais informações acesse o site https://www.basecolaborativa.org/projeto-rejuntar e siga o perfil no instagram:  https://www.instagram.com/projeto.rejuntar/.

A Obra Fácil apoia essa ação e vai doar materiais assim que as reformas voltarem a serem feitas.