Projeto visa melhorias em bairros onde a higiene é precária

Em um ano tão atípico como esse em que estamos vivendo é necessário se reinventar e investir na higiene. E nessas horas, menos é mais! Lavar as mãos é considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) o procedimento mais barato e eficaz na prevenção de infecções em geral.

De acordo com a UNICEF, duas em cada cinco pessoas no mundo não têm acesso a instalações básicas como água e sabão para higienizar as mãos. Pensando nessas precariedades, a Florescer Brasil atua há 3 anos apoiada em pilares estratégicos de EESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa) e acredita na importância de fazer a diferença e contribuir para o bem-estar da sociedade. Além disso e pensando em fortalecer meios de parceria, se uniram à Obra Fácil na luta contra o COVID-19.

Juntas, instalaram 20 unidades de lavatórios em comunidades vulneráveis de São Paulo, impactando assim mais de 50 mil pessoas.

Sobre o Projeto Florescer

Idealizado pelos arquitetos Marina Breves e Felipe Gregório, é uma entidade de responsabilidade sócio ambiental atuando como um hub de incentivo à economias locais, unindo parceiros e organizações de todos os setores em prol da universalização do acesso à água e esgoto tratado. O projeto busca agir em conjunto à pequenos prestadores de serviços das áreas de intervenção, visando o desenvolvimento dessas economias locais. ​

O Projeto Florescer Brasil conta com o apoio da Loja Obra Fácil, Deca, Sabesp, SAS,  Rally dos Sertões, Filtros Europa, Diagonal, EMS, Guili, Projeto Re.Juntar, SAS Brasil e Prefeitura de São Paulo.